AFINAL, PRECISAMOS DE UM “HOMEM DE AÇO 2”?



E LÁ SE FOI
O DC FANDOME
SEM MAN OF STEEL 2...


AFINAL, PRECISAMOS DE UM “HOMEM DE AÇO 2”?


Nunca foi tão bom ser geek(ou nerd, para os mais antigos) como tem sido nas últimas duas décadas. Os fãs da cultura pop são bombardeados diariamente com dezenas de notícias a respeito de projetos vindouros dos mais variados tipos e plataformas.
Os filmes de super-heróis são cada vez mais populares, e qualquer notícia que fale sobre um determinado herói, ou uma possibilidade de uma nova produção sempre é muito comentada e fazem centenas de fãs se encherem de esperança para ver novos projetos de seus personagens favoritos nas telas do cinema.

Nos últimos anos, um dos filmes mais comentados e discutidos pelos fãs do gênero heróico, é um possível Homem de Aço 2, ou no inglês, Man of Steel 2.
O longa Homem de Aço, lançado em 2013 pela Warner Bros em parceria com a DC Comics, seria o responsável por iniciar todo um universo compartilhado de filmes de super-heróis, tal qual a Marvel faz junto a Disney.
E que modo melhor de iniciar um Universo Cinematográfico DC do que com o primeiro super-herói de todos os tempos, o Superman??!!

Criado em 1938, e desde então, uma das maiores fontes de dinheiro da DC Comics, o Azulão traz em seus ombros a responsabilidade de ser um divisor de águas no gênero das histórias em quadrinhos. Praticamente sem ele, não haveria nada após, e se houvesse, demoraria bastante para acontecer.


Man_of_steel_homem_de_aço_geek_resenhas


O diretor Zack Snyder e o roteirista David Goyer se juntaram para escrever uma origem de Clark Kent, desde a destruição de seu planeta natal Krypton, até seus primeiros passos(ou vôos) em solo terrestre.
Henry Cavill foi o escolhido para dar vida ao Homem de Aço, e com direito a Christopher Nolan na produção do longa, tudo indicava que a Warner chegaria chutando a porta e se igualaria rapidamente com a concorrente Disney nas telonas.

Porém, após o lançamento de Homem de Aço, as críticas mistas do público ao filme, ligaram a luz amarela na Warner.
Bom, ninguém pode dizer a alguém do que gostar ou não gostar, e cada telespectador deve tirar suas próprias conclusões sobre a obra, pois a arte só vira arte, quando é apreciada por olhos que a julgam uma arte; sem o público, ela é só um enfeite.
Mas é claro que fatos incontestáveis também fazem parte da exposição de uma arte(ou enfeite, se aquilo não lhe servir). E é incontestável que Man of Steel trouxe um sentimento “incômodo” ao abordar o Superman de uma forma diferente a que fomos acostumados a ver o herói atuando nos quadrinhos e em filmes mais antigos como os de Christopher Reeve e Richard Donner.

Esse “incômodo” causado pela direção de Zack Snyder pode atiçar parte do público a abraçar esta abordagem nova, ou decepcionar(como este que vos escreve) quem esperava ver no cinema algo mais familiar à mitologia de Kal-El.
O modo com que a produção de Snyder aborda a origem de Clark em Krypton até o estopim de seu poder na luta final contra o General Zod, tornou-se algo lento, e que muitas vezes retirou muito do carisma do herói, para entregar uma trama mais “palpável”. Em poucas palavras, Snyder deixou o Superman menos Super, e mais Man.

Muitos gostaram desta abordagem e fizeram o filme abocanhar mais de U$600 milhões de dólares em bilheteria, um valor satisfatório para o orçamento de cerca de U$250 milhões de dólares; mas que poderia ter sido ainda melhor, com uma recepção menos mista dos fãs, que sentiram que a essência do personagem não estava sendo bem representada no geral.
Henry Cavill é um bom ator(não ótimo), e consegue entregar um bom Superman, porém limitado devido a certa apatia que seu personagem demonstra por ordens da dobradinha Goyer/Snyder.
Como Clark Kent, Cavill deixa muito a desejar e sua expressão permanece impassível, algo totalmente diferente das ótimas facetas e mudanças de expressão que Richard Donner conseguia extrair de Reeve em 1978. E mesmo sem querer comparar os trabalhos, é impossível não usar o clássico de parâmetro.


Superman: Henry Cavill está em negociações para voltar a ser o ...


A direção inconsistente de Man of Steel e as escolhas equivocadas de viradas de roteiro, como a preguiçosa cena da morte de Jonathan Kent, ou a insistência em Lois Lane praticamente se “teleportar” para todos os cantos, só reforçam o equívoco da equipe criativa ao querer humanizar um personagem, mas fazendo isso da forma errada, o tornando extremamente vulnerável e sem expressão, algo que dificulta não só a aprovação de fãs mais exigentes, como atrapalha a obtenção de novos fãs para a franquia, que acabam não se interessando por um herói que parece salvar o mundo com má vontade.

Mesmo com vários pontos positivos, como a introdução de uma maravilhosa Krypton, lutas de tirar o fôlego e os ótimos vilões Zod e Faora, MoS poderia ter entregado bem mais do que entregou, e quem sabe não era ali, a hora ideal para a Warner ter uma boa conversa com Zack Snyder?


O FATOR LIGA DA JUSTIÇA

Outro fator que pesa para a não produção de um Homem de Aço 2 foi a recepção negativa do filme da Liga da Justiça, longa que recebeu críticas bem abaixo do esperado, e sepultou o caminho do diretor Joss Whedon.

Fica extremamente complicado para a Warner produzir um novo filme do Superman de Cavill sem não se apegar a uma Liga da Justiça que fracassou em sua missão de ser o ápice de um projeto.
O orçamento para um Homem de Aço 2 provavelmente seria parecido ao utilizado no primeiro filme, o que acarretaria no perigo de uma perda de capital por parte da Warner, já que se o público não abraçasse a produção, as bilheterias seriam bem inferiores ao primeiro Homem de Aço, que arrecadou muito em função de seu hype, que no caso de uma sequência, contaria com um público já com um pé atrás.

Henry Cavill ama interpretar o Superman, e deve ser muito dolorido para o ator não ter aproveitado esta experiência ao máximo, mas por decisões maiores que ele, e por seu mal aproveitamento em cena, ficará difícil o vermos em ação novamente nos cinemas como o Homem de Aço.


FILMES | Henry Cavill quebra o silêncio sobre Liga da Justiça de ...
"Deve existir um Superman?"


Nenhum comentário:

Postar um comentário