ANIMAIS FANTÁSTICOS 3 SERÁ NO BRASIL!!!


TUDO O QUE 
ANIMAIS FANTÁSTICOS 3
PRECISA PARA EVITAR UM 
“FIASCO MÁGICO”


“A franquia, antes unânime, precisa de um maior apoio dos fãs”

ANIMAIS FANTÁSTICOS 3 E A MISSÃO DE J.K. ROWLING!


Há aproximadamente um ano, era lançado “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindewald”, e o filho caçula do “Mundo Mágico de J.K. Rowling” foi recebido de forma mista por fãs e críticos. E apesar dos ótimos profissionais do longa e seus efeitos especiais de encher os olhos, um roteiro tanto quanto confuso eclipsou completamente personagens que haviam sido tão importantes no primeiro longa da nova franquia. Fato disso, é o adiamento do início das filmagens do terceiro filme da franquia, que por sinal, se passará no Brasil!!! (Pois é, no Brasil tudo é mais difícil rs).
Confesso que na minha opinião de Potterhead fervoroso, eu gostei de "Os Crimes de Grindewald”, porém quando analisamos a parte técnica do longa, chegamos a conclusão que não é uma trama das mais inspiradas de J.K Rowling e o resultado final passa longe daquilo que estávamos acostumados a ver nas outras produções de Harry Potter.

Independente da sua visão sobre o último longa, é fato que Rowling é uma escritora genial e nunca deve-se duvidar de seu talento, seja escrevendo livros ou os roteiros dos filmes; entretanto, existem alguns percalços no caminhos e erros que foram cometidos, erros esses, que mostram que Rowling não é perfeita; que ela também falha(como todos nós); e por isso resolvemos trazer alguns elementos que a escritora deve observar ao elaborar os próximos roteiros de suas produções, assim evitando que o terceiro filme de “Animais Fantásticos” seja recebido de forma parecida a seu antecessor.



PRIMEIRAMENTE, O PRINCÍPIO
ANIMAIS FANTÁSTICOS 3 E A MISSÃO DE J.K. ROWLING!


Começo, meio e fim. Cada ato em seu lugar, coadjuvantes carismáticos, antagonistas astutos e protagonistas mais ainda. Foi com tudo isso que os filmes de Harry Potter e qualquer outra franquia alcançaram o sucesso.

A franquia de “Animais Fantásticos” que já tem cinco filmes confirmados, deve estabelecer maior coesão em seus roteiros. Muitas vezes em “Os crimes de Grindewald”, a motivação dos protagonistas se confundia com as subtramas existentes em outros personagens ao redor.
É maravilhoso o conhecimento que J.K. Rowling de todo este mundo mágico, porém, é difícil o público todo entender em apenas duas horas por onde oito personagens diferentes passaram; seus medos, suas tristezas, seus objetivos e por aí vai.

Para a autora, é mais simples de compreender esse mundo, pois ela o criou e vive com ele em sua mente todos os dias, mas o público não tem este conhecimento, e nem tem um livro que o guie. Quando sentamos na poltrona do cinema, é somente nós e a tela, e tudo deve ser exposto (mas não explicado) naquelas duas horas de produção. “Os crimes de Grindewald” trouxe conexões e mini-histórias que foram difíceis de serem compreendidas até mesmo pelos fãs mais devotos.  Agora imagina as pessoas que não tem tanto conhecimento desse mundo o quanto suaram para puxar todas as pistas e diálogos que eram amostrados na tela!


*SPOILER

Se Leta Lestrange deve ser lembrada como uma heroína ou algo do tipo, eu quero conhecer ela o quanto antes, para me apegar a personagem. Logo, ela poderia ter sido introduzida de forma física no primeiro filme, ou morrer apenas no terceiro longa, onde já seríamos mais íntimos da personagem.
Esse é só um dos exemplos que comprovam que as vezes, menos é mais. Um pouco menos de histórias, de personagens, de exageros, e já estaremos bem mais perto do sucesso encantador que do fiasco mágico.



FOCO
ANIMAIS FANTÁSTICOS 3 E A MISSÃO DE J.K. ROWLING!


Apesar do nome desta nova franquia ser “Animais Fantásticos”, é notório que o mais queremos ver nos filmes não são os animais e sim, o grande duelo “Alvo Dumbledore vs. Gellert Grindewald”.
Temos dois grandes atores nos papéis dos maiores bruxos da história. Jude Law(Sherlock Holmes) é um Dumbledore jovial mas com aquela aura tipicamente “Dumbledoriana”. Já Grindewald é interpretado por Johnny Depp(Aliança do Crime), um dos atores mais populares e de maior versatilidade do mundo.

Ambos já estão bem confortáveis em seus papéis, e é muito difícil encontrar alguém que não gostou da interpretação desses dois grandes atores. E mesmo com o “protagonista” Newt Scamander sendo interpretado pelo talentoso Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo), fica claro que o que mais se sobressai ao enredo da produção é o embate filosófico, moral e romântico dos dois ex-amigos(ou muito mais que amigos, segundo Alvo), e agora inimigos mortais: Dumbledore e Grindewald.

O foco da trama é ELES, e estes cinco filmes irão culminar em um final com ELES, e a melhor luta será protagonizada por ELES; e nossa J.K. não pode esquecer disso; por mais que isso signifique deixar Newt e suas criaturas um pouco de lado, ficou claro no último longa, e ficará ainda mais nos próximos, que apesar do nome da franquia, o que de mais fantástico teremos nestes filmes virá desta dupla magnífica e carismática Law/Depp, ou melhor, Dumbledore e Grindewald.



MENOS HARRY POTTER
ANIMAIS FANTÁSTICOS 3 SERÁ NO BRASIL!!!
Nagini, o melhor e pior fan service do filme


Para encerrar nosso texto, um assunto muito presente em “Os crimes de Grindewald”, as referências aos filmes da franquia Harry Potter.
É maravilhoso quando vemos Hogwarts e aquela trilha sonora invade nossos ouvidos! A nostalgia vai para as alturas e o coração chega a pular mais forte.

Entretanto, são vários momentos em que o roteiro exagerado de J.K. Rowling e a direção sempre duvidosa de David Yates parecem querer relembrar que estamos no mesmo mundo dos filmes de Harry Potter; e eles relembram, relembram, relembram...
Os easter-eggs não tinham fim, parecia até o Zack Snyder na direção!

“O Mundo Mágico de J.K. Rowling” é maravilhoso e quando é bem conectado possui explosões de prazer em nossa mente que nos fazem virar crianças novamente, porém Harry Potter é uma marca muito forte e não é preciso relembrar a cada cinco minutos que estamos naquele universo. O que “Animais fantásticos e onde habitam” trouxe de melhor em 2016 foi justamente a originalidade do enredo e a expansão do universo cinematográfico, isso que realmente foi encantador; ver todos aqueles locais e personagens serem conectados a tantos outros com simplicidade e suavidade, quase que por mágica. Já em “Os crimes de Grindewald”, isso foi deixado de lado, para termos mais e mais referências aos oito filmes de Harry Potter, algo que além de desnecessário para a construção da trama, passa a sensação de estar usando muito mais como forma comercial do que como necessidade.





Esses são apenas três passos, mas que podem fazer total diferença no próximo filme de “Animais Fantásticos”, ainda mais esse que por ser o terceiro filme de uma série de cinco, tem a obrigação de “confirmar” o fôlego da produção e mostrar que os roteiros de J.K. Rowling podem ser sim uma obra tão genial como são seus livros.
E para dar uma maior esperança para os Potterheads, o roteirista dos oito filmes da série Harry Potter, Steve Kloves, estará de volta a franquia, e ajudará J.K. Rowling na escrita dos próximos roteiros da franquia. Uma ótima e crucial adição à equipe da Warner.


O terceiro filme de "Animais Fantásticos" chega aos cinemas em 21 de novembro de 2021. Por enquanto ainda não temos um nome oficial para a produção; que deve iniciar suas filmagens apenas em 2020.


Nenhum comentário:

Postar um comentário