O QUE O SNYDER CUT PODE REPRESENTAR PARA O CINEMA?



#RELEASETHESNYDERCUT
E UM POUCO MAIS...


O QUE O SNYDER CUT PODE REPRESENTAR PARA O CINEMA?


Desde que o diretor Zack Snyder divulgou em suas redes sociais o lançamento oficial de sua versão do filme da Liga da Justiça, o mundo nerd não fala mais em outro assunto.
O já ”mítico” Snyder Cut existe, e está mais vivo que nunca; com um lançamento previsto para o ano de 2021 no streaming da WarnerMedia, o HBO Max. E para ser justo, o Snyder Cut, como ficou apelidado, nunca esteve morto.
Graças a uma insistência fora do comum vinda do diretor Zack Snyder, em nunca desistir da versão original de seu filme, somada à grande legião de fãs que o diretor carrega para onde quer que vá; assim, foram longos dois anos e sete meses, desde o fracasso de Liga da Justiça nos cinemas, filme que apesar do crédito dado a Zack Snyder na direção, foi mais dirigido por Joss Whedon(Vingadores) do que pelo líder do movimento #ReleaseTheSnyderCut.
Dois anos e sete meses que fizeram algo que não fora inédito para a Warner Bros, mas que sempre causa estranheza; ver um estúdio(um gigante estúdio) admitir seu próprio erro!

O desligamento de Zack Snyder do projeto Liga da Justiça foi um tanto quanto abrupto; com o diretor sendo comunicado de seu afastamento semanas após uma tragédia familiar o atingir. O suicídio de sua filha, além de tirar aquela pessoa que ele mais amava na vida, foi além e tirou o que ele mais gostava de fazer em sua vida, colocar na grande tela os seus personagens favoritos das histórias em quadrinhos.
Como ele já havia feito em 300(adaptação da graphic novel de Frank Miller), e Watchmen(de Alan Moore), em Liga da Justiça ele iria tornar aqueles personagens mais que icônicos, reais. Era o sonho de qualquer menino de 12 anos virando realidade. Ter o poder de escrever, adaptar, dirigir e comandar um grande universo de super-heróis.

Mesmo depois de ser considerado “carta fora do baralho” pelo executivos da Warner, Snyder não desistiu e continuou divulgando teasers e revelações sobre os bastidores de sua “versão perdida” da Liga da Justiça, uma muito diferente daquela que fora para os cinemas do mundo todo, e levando o seu nome na direção.
Desde a adição de personagens queridos dos fãs, até sequências completas de ação; tudo fora retirado do projeto que Snyder tanto idealizou. E tudo ficaria perdido senão fosse, aquela legião que intitula o diretor como um visionário e um gênio incompreendido, um verdadeiro SnyGod.


Os fãs de Zack Snyder nunca o abandonaram e sempre continuaram a acreditar nas palavras do diretor que diziam que o lançamento da versão de seu filme da Liga da Justiça era possível. E que inclusive, o projeto estava praticamente finalizado; bastando apenas a boa vontade  dos executivos da Warner.
Isso foi o suficiente para acender a esperança no peito dos DCnautas, e causar uma verdadeira comoção, com hashtags, cartazes, outdoors e até mesmo drones e aviões sobrevoando as instalações da Warner Brothers, com os dizeres #ReleaseTheSnyderCut. Até mesmo um pequeno protesto foi organizado em frente as portas do estúdio.
Mesmo assim, isso parecia ser um sonho distante, até o último 20 de maio de 2020, onde o impossível aconteceu, e o lançamento do Snyder Cut foi anunciado pelo próprio diretor, em uma live com presença até mesmo do atual Superman, Henry Cavill.


Harrison Ford vai voltar em sequência de 'Blade Runner' | VEJA


Mais do que um simples fan service, o lançamento do intitulado “Zack Snyder’s Justice League” significa algo muito raro de ser visto na história do cinema, um momento em que os fãs são ouvidos.
Em Superman 2 e Blade Runner, dirigidos por Richard Donner e Ridley Scott, respectivamente; tivemos uma amostra do que a influência de diretores com uma fan base forte podem fazer. Os dois títulos foram lançados em suas respectivas épocas e não alcançaram aquilo que se esperava deles, e muito por conta, das próprias decisões do estúdio, com interferências criativas em cada um dos projetos; coincidência ou não, em ambos os casos o estúdio era a própria Warner Bros.

Os gritos pelo lançamento do “corte do diretor” foram ouvidos, e em ambos os filmes, o lançamento da mídia física de cada um, contendo a íntegra do material filmado foi feito, e obtiveram um enorme êxito, se tornando clássicos ainda maiores do que eram antes de seu lançamento; mostrando que é possível um estúdio voltar atrás; é improvável mas não impossível.
Até mesmo no recente Sonic, o público ajudou(e muito) no sucesso do filme, quando as críticas negativas a respeito do visual do ouriço foram tão massivas, que obrigaram o estúdio a reavaliar o projeto, reparando erros, e entregando uma obra mais fiel ao conteúdo original dos games, tornando aquele que já era considerado um fracasso antes mesmo de sua estreia, em uma das maiores bilheterias do ano até o momento.


Sonic aparece repaginado em novo trailer do filme | Viver: Diario ...


Porém no caso do Snyder Cut de Liga da Justiça, a situação jogava para o limbo qualquer esperança de lançamento do projeto, pois em nenhum dos casos anteriores foi gasto tantas cifras para uma produção, e para piorar, o retorno já não havia sido dos melhores no cinema, ao contrário, havia causado um prejuízo de mais de U$100 milhões de dólares aos cofres do estúdio.

Por isso, o apoio do público seria imprescindível, e em nenhum momento ele pareceu oscilar. Os Snyderfans trabalharam de forma incansável em mídias físicas e sociais, a fim de “tocar o coração” e o bolso é claro dos executivos da WarnerMedia, até porque o lançamento de uma nova versão de Liga da Justiça geraria custos de produção, aproximadamente U$30 milhões de dólares.
Foi preciso todo o carisma e respeito que Zack Snyder conquistou durante toda a sua filmografia para o projeto sair do papel. Telefonemas para os atores escalados para o projeto e extremamente gratos por receberem a oportunidade de suas vidas graças ao diretor. Estrelas do nível de Henry Cavill, Gal Gadot e Jason Momoa foram essenciais para o desenvolvimento da produção, e foi após o seu apoio, que a mágica aconteceu.

Parece que foi ontem que o auditório principal da San Diego Comic Con, na Califórnia, foi ao delírio com o anúncio de Batman vs. Superman, feito pelo próprio Zack Snyder. E hoje, graças ao mesmo homem, somados a outros milhares de homens e mulheres, temos a oportunidade de encarar com o mesmo entusiasmo mais um anúncio, e esse é maior que qualquer outro que Snyder já tenha feito.

É um anúncio que vai contra o sistema; é um anúncio que mostra o que a Era dos Streamings e das redes sociais é capaz de fazer quando todos tem um mesmo objetivo; é um anúncio que nos faz questionar se outros movimentos como esse podem surgir amanhã e mudar tudo o que conhecemos até então. O lançamento do Snyder Cut nada mais é, que uma vitória, e independente do lado que você está, se é um fã da DC Comics ou não, fã de Zack Snyder ou não, é algo a se comemorar, pois mostra que unidos, podemos fazer muito mais do que imaginamos, e assim nos tornando os super-heróis que um dia sonhamos tanto em ser.


OFICIAL | A versão estendida do Liga da Justiça de Zack Snyder vai ...


2 comentários:

  1. Oii, amei a página e a matéria, só queria deixar uma dica, no meu caso, ao ler a matéria forcei muito a minha vista e quase "chorei", com esse fundo escuro e a fonte clara. Talvez tenha acontecido só comigo, mas talvez não, um abraço pra você (s).

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pela leitura, e espero sempre contar com você por aqui!.
    Referente à tela escura, é mais para ajudar mesmo, pois no geral a tela branca com letras escuras incomoda mais à vista. Mas isso varia para cada pessoa. Espero continuar melhorando para sempre lhe proporcionar uma melhor leitura!

    ResponderExcluir