QUAIS OS QUADRINHOS QUE INSPIRARAM O SNYDER CUT?



AS HQ’S QUE ZACK SNYDER
BUSCOU REFERÊNCIAS
PARA SEU PROJETO!


QUAIS OS QUADRINHOS INSPIRARAM O SNYDER CUT?


Uma das produções mais controversas de toda a história dos filmes de super-heróis, e com um desfecho(será?) aguardado ansiosamente por todos os fãs do universo Nerd. O antes mito, agora realidade, Snyder Cut, ou melhor, Zack Snyder’s Justice League finalmente irá sair do papel e dos sonhos dos DCnautas, e irá se tornar parte do selo HBO Max, nova plataforma de streaming da WarnerMedia.

Contudo, isso já sabemos há um tempo, e inclusive, já temos um trailer para comprovar a veracidade dessa “lenda”!
Agora, o que queremos saber mesmo, é quais serão os rumos tomados por essa versão da fracassada Liga da Justiça, lançada nos cinemas em 2017, sob a batuta do famigerado diretor Joss Whedon.

A versão de Zack Snyder, idealizador do atual DCEU(Universo Compartilhado de filmes da DC Comics), promete trazer uma atmosfera muito mais sombria e emocional que a versão que vimos há quase três anos nos cinemas. A essência de personagens como Batman, Superman e Cyborg foi resumida à breves cenas de ação e piadas prontas na versão de Whedon. Muito, é claro, pela clara interferência da Warner Bros, produtora do longa, e que prejudicou as versões tanto de Zack, como de Joss.

O Snyder Cut promete ser algo muito mais fiel as páginas dos quadrinhos, e isso muito por causa do estilo cinematográfico de Zack Snyder, um amante das hq’s, e que construiu sua filmografia com diversas adaptações de graphic novels; como foram nos bem sucedidos 300 e Watchmen, e nos oscilantes Batman vs Superman e O Homem de Aço.

O apelo gráfico e sonoro de Snyder é algo de se invejar. Cada frame de suas produções é feito com extremo carinho e fidelidade às obras originais. Porém, o diretor costuma tropeçar nas próprias pernas ao querer transformar seus filmes em obras de arte, e na maioria dos casos, o tiro acaba saindo pela culatra, com roteiros que não se explicam por si só, e pausa na trama que tendem a ser muito cansativas.

Entretanto, com o fracasso de Liga da Justiça no cinema, e um prejuízo de mais U$100 milhões de dólares nos cofres da Warner, somados ao apoio de uma legião de fãs fervorosos ao estilo do diretor, a versão da Liga da Justiça de Zack Snyder ganhou forças para finalmente ver a luz do dia. E após uma jogada suja por parte da Warner, em afastar Zack de seu tão amado projeto, dias após o diretor pedir um afastamento para conduzir o velório de sua filha, que acabara de cometer suicídio; Zack conseguiu sua redenção, e hoje pode caminhar em direção ao sucesso que lhe foi tirado, e assim deixar o público mediar qual a versão da Liga da Justiça é a que queremos e merecemos, o corte mais cômico, saturado e sem compromisso de Joss Whedon, ou a versão sombria, teatral e intensa de Snyder.


QUAIS OS QUADRINHOS INSPIRARAM O SNYDER CUT?
Versão Zack Snyder/Versão Joss Whedon


Mas enquanto o Snyder Cut não estreia no HBO Max, resolvemos trazer uma lista de material de leitura, que Zack Snyder, certamente leu muito antes de produzir sua Liga da Justiça. Portanto, fique agora com as cinco hq’s que mais inspiraram o popular projeto Zack Snyder’s Justice League!



LIGA DA JUSTIÇA: ORIGEM
(GEOFF JOHNS)
Liga da Justiça: A trajetória do grupo que reúne os maiores heróis do  Universo DC – hqrock


A origem escrita pelo mestre Geoff Johns durante sua fase no comando da Liga da Justiça foi, sem dúvidas, a grande inspiração para Zack Snyder na criação da equipe no DCEU.

Com painéis praticamente retirados das páginas e inseridos na tela, como só um amante dos quadrinhos como Zack consegue fazer. Aliás, não só a história de origem da própria Liga da Justiça, como dos membros de forma individual, também tem forte inspiração no run de Geoff Johns; passando desde a origem do Cyborg e sua conexão com as caixas-maternas, até mesmo a abordagem nas origens da Mulher-Maravilha e do Flash.
A própria invasão de parademônios em nosso planeta tem forte influência de Liga da Justiça: Origem, assim como tudo fazer parte de um plano maior, arquitetado pela mente brilhante de Darkseid, o comandante do Planeta Apokolips e maior vilão da Liga da Justiça nos quadrinhos.


O RETORNO DO SUPERMAN
(LOUIS SIMONSON, DAN JURGENS, ROGER STERN, JERRY ORDWAY E KARL KESEL)
Aparato do Entretenimento: Roteirista aprova o uniforme preto do Superman:  veja outros já usados pelo Homem de Aço


Se a Morte do Superman, escrita em 1993, foi um dos pilares para Zack Snyder contar a história de Batman vs Superman; em Liga da Justiça, a fase seguinte da saga, escrita pela mesma equipe criativa, também possui muita importância.
E não só por todo espírito de esperança que é trazido de volta, com Superman retornando dos mortos, mas também, visualmente, com o icônico traje preto do herói, que fora cortado da versão dos cinemas, mas que estará no Snyder Cut, para nossa alegriaaaaa!


CRISE NAS INFINITAS TERRAS
(MARV WOLFMAN)
Crise nas Infinitas Terras: Saiba por que esse será o maior crossover da TV  - Canaltech


Aqui, a inspiração não é tão direta, como nos exemplares anteriores, porém o senso de urgência permeado durante toda a engrenagem criada por Zack Snyder, lembra muito o que temos neste clássico absoluto chamado Crise nas Infinitas Terras.

Com diversos heróis reunidos por um ideal; um inimigo poderoso demais para ser enfrentado sozinho, e que mesmo não sendo Darkseid(o tirano, inclusive, ajuda a Liga em determinado momento deste quadrinho), possui um nível de poder nunca enfrentado anteriormente pelos heróis, um desafio impossível, assim como está é encarada a invasão de Steppenwolf para a nossa querida Liga da Justiça, no DCEU.


SAGA INJUSTICE
(TOM TAYLOR)
Injustice: Gods Among Us - A união perfeita entre HQ e game. - TaxiCafé


Injustice, é outro exemplar, que mesmo não sendo adaptado palavra por palavra, traz muitas inspirações visuais, como a cena da visão que os personagens têm de um futuro apocalíptico, com a Terra totalmente devastada, devido a ação dos vilões. E com a maior esperança da Terra, o Superman, sucumbido pelo ódio de perder aquela que para ele, era seu mundo, Lois Lane.
Realmente, lembra muito o futuro visto na Saga Injustice, ou como ficou conhecida aqui no Brasil; Injustiça: Deuses entre nós. Frase não à toa, dita por Lex Luthor, em Batman vs Superman.
“Existem outros. Deuses entre nós!”


FLASH: RENASCIMENTO
(GEOFF JOHNS)
Flash se tornará o homem mais forte do Universo DC


Focado no Velocista Escarlate, essa história escrita por Geoff Jonhs traz uma nova visão da origem do homem mais rápido do mundo, com momentos marcantes que pudemos presenciar nos trailers de Liga da Justiça, e inclusive na versão de Joss Whedon, vista nos cinemas. Sobretudo a relação de Barry com seu pai, acusado de ser o responsável pela morte da própria esposa, mãe de Barry.
Apesar de sempre ser visto como aquele super-herói divertido e brincalhão; nesta história, o Flash é abordado como um personagem de muitas camadas, e com um passado tão trágico como o de qualquer outro membro da Liga.



Claro que outros incontáveis arcos e sagas inspiraram(e muito) o SnyderVerse, desde apenas easter-eggs em breves cenas, até filmagens mais extensas, como toda a mitologia de Apokolips com a aparição diversos integrantes da trupe de Darkseid, passagem muito marcante da Saga dos Novos Deuses, desenvolvida pela lenda Jack Kirby.


Nenhum comentário:

Postar um comentário