JAMES GUNN E O ESQUADRÃO SUICIDA! ELES VOLTARAM!


ESQUADRÃO SUICIDA:
O ACERTO DE CONTAS DE JAMES GUNN


ESQUADRÃO SUICIDA DE JAMES GUNN


Se você é fã de filmes de super-heróis (ou neste caso, vilões), já sabe que o cineasta James Gunn agora faz parte do Universo Cinematográfico da DC Comics, o DCEU, e que o diretor famoso, pela franquia Guardiões da Galáxia já tem sua primeira missão em mãos: dar vida à continuação de Esquadrão Suicida!

Isso mesmo, a sequencia do filme de vilões que teve seu primeiro exemplar dando o que falar em 2016, terá James Gunn como escritor e diretor; e neste momento parece não haver nome melhor do que o de Gunn para esse projeto. E me arriscaria a dizer, que Esquadrão Suicida e James Gunn formarão um casamento praticamente perfeito, ainda mais se a Warner resolver explorar a fundo as qualidades do diretor e enfim, dar a liberdade criativa necessária que vem faltando nos últimos filmes de equipe de heróís da produtora, e o primeiro Esquadrão Suicida é um exemplo disso.

E neste texto iremos abordar tudo que envolve essa relação de Gunn/DC e como ela pode ajudar não só a salvar o Esquadrão nos cinemas como também a própria carreira de James Gunn.


O QUE JAMES GUNN TRAZ NA BAGAGEM?
ESQUADRÃO SUICIDA DE JAMES GUNN


James Gunn é um diretor de 53 anos, que traz em sua filmografia, os roteiros do live-action de Scooby-Doo e do remake de Madrugada dos Mortos (dirigido por Zack Snyder) mas, foi na franquia Guardiões da Galáxia, pertencente ao Universo Marvel dos cinemas que o americano alcançou o patamar de grande diretor e roteirista de filmes de super-heróis.

A adaptação do grupo de anti-heróis foi aclamada pela crítica por seu tom cômico, misturando cenas de ação a personagens extremamente carismáticos, e que foram introduzidos com muito sucesso em um Universo Compartilhado; e que ainda teve uma continuação de igual sucesso, também regida por James.

Qualquer semelhança com os planos da Warner para Esquadrão Suicida não é mera coincidência. Um filme foi justamente a resposta de uma produtora ao projeto da outra. Mostrar na tela um grupo de anti-heróis fazendo tarefas que os heróis “mais comuns” não seriam capazes de fazer ou não ousariam tentar.

Após uma demissão conturbada da Marvel, devido a exposição de tweets antigos do diretor fazendo piadas de humor negro sobre diversas situações delicadas, como até a pedofilia, James Gunn mostrou-se arrependido e classificou as mensagens como “reflexos de uma época em que ele não pensava direito, e queria causar polêmica”, fato é que mesmo após sua saída da produtora, vários atores do elenco de Guardiões da Galáxia se mostraram favoráveis a volta do diretor para um possível terceiro volume da franquia, comprovando mais uma vez o quanto o diretor tinha o respeito de seus comandados.

Todavia, quem tem talento nunca passa despercebido em Hollywood, e rapidamente a Warner mexeu seus pauzinhos para ter em sua equipe o tão cobiçado diretor.
Nada mais interessante (e contraditório) para a Warner ter em seu Universo DC Comics o diretor que talvez possa ter sido justamente o responsável pelo certo “fracasso” do primeiro Esquadrão Suicida. Calma que eu explico!


As primeiras exibições-teste de Esquadrão Suicida tinham sido muito bem recebidas pelo público, e os trailers estavam de arrepiar com uma atmosfera densa e muito real, o problema foi que devido ao sucesso de Guardiões da Galáxia, do lado da Marvel, com um filme mais bem-humorado e fantasioso, a parceria Warner/DC resolveu mudar completamente o tom de seu filme, e inserir mais cores e músicas, além de cortes e mais cortes na sala de edição; assim, praticamente tudo o que o diretor do longa, David Ayer, tinha feito foi por água abaixo, e Esquadrão Suicida apesar de render uma boa bilheteria, ficou bem abaixo do que poderia ser.
Portanto, de uma certa forma, o sucesso de James Gunn foi um revés para os planos da Warner, e ironicamente, pode ter sido esse o fator principal para a contratação do diretor. O mundo dá voltas, e após uma breve queda, parece que Gunn voltou a parte de cima do globo.



POR QUE O ESQUADRÃO SUICIDA?
ESQUADRÃO SUICIDA DE JAMES GUNN


Bom, já pincelamos as semelhanças nas ambições da Marvel e DC, com Guardiões da Galáxia e Esquadrão Suicida, respectivamente. Porém o que poucos sabem, é que na época que James Gunn fazia parte da Marvel, ele desejava colocar nas telas, não os Guardiões mas um outro projeto, também de uma equipe de super-vilões: Os Thunderbolts!, a versão Marvel do Esquadrão Suicida!


E que já contou com integrantes do calibre de Venom, Hulk Vermelho, Duende Verde e Soldado Invernal. Isso mesmo, um grupo de vilões com a obrigação de fazer o trabalho para não sujar as capas dos super- heróis. Parece que o sonho de Gunn está prestes a se realizar, por linhas tortas, mas com uma escrita perfeita.
Indo ao encontro desse sonho, a experiência de levar um grupo de anti-heróis ao seu auge e faturar centenas de milhões com eles faz de James Gunn atualmente, o melhor nome para trazer de volta as telas o esquadrão de Amanda Waller.



O QUE A CONTINUAÇÃO
DE ESQUADRÃO SUICIDA
PRECISA TER?

Bom, ninguém aqui tem uma bola de cristal para saber se essa parceria dará certo ou não, porém o que podemos garantir é que certas medidas devem ser tomadas para não vermos uma xérox daquilo que ocorreu na produção de Esquadrão Suicida, em 2016. E são esses tópicos que abordaremos agora

Com o trailer super empolgante revelado recentemente, já podemos notar o dedo de Gunn em sua versão do Esquadrão. Uma produção com teor ácido, personagens extremamente carismáticos e muitas referências as hq's clássicas dos personagens.
Repleto de cenas divertidas e com atores do mais alto calibre, O Esquadrão Suicida terá o retorno dos personagens que mais fizeram sucesso no longa de 2016, como a Arlequina de Margot Robbie e a Amanda Waller de Viola Davis. Isso tudo somado às importantes adições de veteranos de Hollywood, como a brasileira Alice Braga, o galã Idris Elba, e o showman John Cena, que além de dar vida ao Pacificador na produção, também estrelará uma série solo do personagem, exclusiva do selo HBO Max. O projeto já está com produção e filmagens adiantadas.


james -gunn-esquadrao-suicida-geek-resenhas


Já é de conhecimento de todos que a Disney anunciou a recontratação de Gunn para o vindouro Guardiões da Galáxia 3. O clamor do público e a empolgação da concorrente Warner com o diretor fez o antigo estúdio voltar atrás de sua decisão de trocar o diretor dos planos do Universo Marvel nos cinemas. Assim, Gunn faz um feito único e assume a produção de dois filmes nas duas principais concorrentes dos filmes de super-heróis, Marvel e DC Comics, e acima de tudo, dois filmes com sua essência extremamente parecida um ao outro. É o sonho de qualquer geek!!!


"James Gunn está sedento para colocar as mãos na massa e mostrar para sua antiga produtora que hoje ele é um homem melhor do que era lá, e um filme de anti-heróis como ele sempre sonhou em participar pode ser a chave certa a ser virada e colocar nave do Esquadrão Suicida novamente no caminho certo, entregando um produto que agrade tanto os fãs como os críticos, fazendo todos os DCnautas dizerem com orgulho “Como é bom ter James Gunn do nosso lado!"


O Esquadrão Suicida tem sua estreia marcada para agosto de 2021, tanto nos cinemas quanto no HBO Max!


Nenhum comentário:

Postar um comentário