FILMES DIRIGIDOS POR ZACK SNYDER, DO PIOR AO MELHOR!

 

O RANKING DEFINITIVO
DE #SNYGOD


geek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead


Zack Snyder nunca foi unanimidade, e o diretor não se importa nem um pouco com isso. Conhecido por trazer elementos dos quadrinhos para as telonas, além de uma fotografia densa e sombria, e trilhas sonoras marcantes, o americano traz em sua filmografia, o típico “ame ou odeie”.
Misturando filmes de fantasia, e até mesmo de apocalipse zumbi, o currículo de Zack não contém uma lista tão grande de produções dirigidas por ele, mas ainda assim, o diretor tem seu nome muito bem estabelecido no cenário hollywoodiano, e sempre arrecada boas cifras para as produtoras na qual ele trabalha.

Referências bíblicas, história, ciência, fábulas... os filmes de Snyder trazem de tudo para os telespectadores, e goste você ou não, é facilmente reconhecível o estilo de direção adotado pelo diretor; que também é produtor, roteirista, além de vira e mexe, fazer uma pontinha como ator em seus filmes.

Neste ranking de filmes dirigidos pelo nosso “Zéquinha”, deixamos de fora o controverso Liga da Justiça, de 2017; já que foi comprovado pelo próprio estúdio, que o filme não reúne mais do que 25 minutos filmados pelo diretor, que fora afastado do projeto devido a conflitos criativos. Deixando isso claro, vamos à lista!


 

9º O HOMEM DE AÇO

A primeira “polêmica” desse ranking!

O Homem de Aço é encarado por muitos como a pérola de Zack Snyder, mas na opinião do GR, este é justamente o ponto mais baixo de sua filmografia.

Zack Snyder costuma trabalhar com adaptações da literatura para o cinema; uma tarefa sempre muito difícil, afinal não é fácil agradar aos fãs mais fervorosos do material original; entretanto fica praticamente impossível reconhecer algo que dignifica essa obra do Superman, na visão de Snyder.
Uma desconstrução completa do que é ser o Homem mais Poderoso do Mundo, e uma desconstrução negativa. Com coadjuvantes inúteis, incluindo, uma Lois Lane com poder de teletransporte por Metrópolis e que parece farejar a vontade de ser salva a cada cinco minutos(algo que seria repetido em Batman vs. Superman).

Um Henry Cavill sem expressão e que mal difere suas expressões entre Superman e Clark Kent. Sem esquecer de um “Super” que não consegue salvar seu próprio pai de um tornado. Enfim, é uma extensa longa de equívocos de Zack e de seu roteirista Chris Terrio.
Felizmente temos uma atuação memorável de Michael Shannon como General Zod, e uma Krypton que salta aos nossos olhos, de tão rica e bem construída visualmente.

  

8º MADRUGADA DOS MORTOSgeek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead

O começo é bom, o meio nem tanto, mas o final é fantástico!

Esses altos e baixos serão muito comuns na carreira de Snyder, e começaram aqui, justamente no primeiro projeto dirigido por Zack.
Neste universo tomado por zumbis(que correm), Snyder trabalha a dinâmica de grupo e sobrevivência que tanto já vimos em outros filmes do gênero, mas consegue impressionar com um ótimo apelo visual, e decisões ousadas que não se vê em qualquer exemplar.

Destaque para a sequência de ação envolvendo os furgões, e o desenvolvimento de personagens, que surpreende a dar espaço de crescimento até mesmo para aqueles que imaginávamos que seriam vítimas fáceis ao longo da trama.


 7°ARMY OF DEAD
geek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead

 Com visíveis diferenças de orçamento se compararmos com Madrugada dos Mortos, Army of Dead aprimora vários aspectos que Zack entregou em sua primeira produção relacionada a um Apocalipse Zumbi.

A ação está mais intensa e com cenas de ação muito divertidas e bem elaboradas, ou até mesmo, surpreendentes. Com Dave Bautista(ele mesmo, o Animal da WWE!) como protagonista, Army of Dead perde um bom tempo tentando apresentar personagens que passam longe do carisma de Bautista; felizmente quando o ação se inicia, o cenário muda, e todos os erros do primeiro ato arrastado são esquecidos, com o senso de urgência a todo vapor, e ótimas sequências a lá Zack Snyder, com muita velocidade e um senso de total desapego com seus personagens. Qualquer um pode morrer! O que me deixa uma pulguinha atrás da orelha: Como seria um Esquadrão Suicida dirigido por Snyder?

Bom, algo me diz que Army of Dead é justamente isso, a Força-Tarefa X comandada por Zack Snyder!

O mais novo sucesso está entre os mais vistos da Netflix em diversos países


6º A LENDA DOS GUARDIÕES
geek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead


Uma animação que poucos sabem que consta no currículo de “Zacarias” Snyder. Nesta adaptação do livro de Kathryn Lasky, vemos corujas crescendo, errando, aprendendo e batalhando por seu lugar ao Sol, ou melhor, seu lugar à lua rs.
É aquela típica narrativa de fábula que cativa os mais novinhos pelo visual imensamente belo, incluindo batalhas com advinha só, câmera lenta! Além de lições sobre o que devemos ser, e o quão importante é sonhar e acreditar nos nossos sonhos.

Só não estendo meus elogios à coruja Kludd, pois oh coruja chata!

Agora falando sério, é um ótimo trabalho de direção de Zack, que usa e abusa mais uma vez de uma ótima ambientação e trilha sonora; e um trabalho que vale muito a pena, para quem quer ver um outro lado de Zack.

 

5º 300
geek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead

Aqui temos a obra de maior sucesso de Zack, e que praticamente apresentou o diretor ao mundo dos blockbusters.

Baseado na graphic novel de Frank Miller, 300 se passa em meio às Guerras Persas, e mesmo não adaptando fielmente todo o contexto histórico, o filme nos cativa por trazer personagens tão icônicos, como o Rei Leônidas de Gerard Butler, e o Deus-Rei Xerxes, do esplêndido Rodrigo Santoro.

A obra virou referência quando o assunto é a utilização de efeitos visuais, entregando a fotografia mais bela da carreira de Zack Snyder. E mesmo o roteiro não sendo um dos mais profundos, ainda é um ótimo entretenimento, mesmo após quase duas décadas de seu lançamento.

 

4º WATCHMEN
geek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead


A adaptação mais fiel do currículo de nosso Zéquinha, e que mesmo com muitos apontando um erro a sua única mudança no material original, que seria o final do longa, ainda é extremamente respeitoso e semelhante a obra original.
Claro que fidelidade não é tudo, e não basta atores bem caracterizados e fiéis as personalidades dos personagens originais; tem que entregar uma adaptação pontual para as telonas, que são um tipo de mídia diferente dos quadrinhos, onde nem tudo funciona da mesma forma.

Uma determinada cena pode ter um peso gigantesco quando vimos na tela do cinema, mas não possui o mesmo impacto nas HQ’s, e vice-versa. Watchmen é um exemplo de que fidelidade não é tudo.
Entretanto, ainda é um bom entretenimento, e passa uma imersão completa ao telespectador, com uma trilha sonora de primeira, e cenas icônicas, como a morte do Comediante(interpretado pelo maravilhoso Jeffrey Dean Morgan), e toda a sequência de Rorschach no presídio.

 

3º BATMAN VS SUPERMAN
geek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead

O filme com as escolhas mais “duvidosas” de Zack. Aqui, Chris Terrio assina o roteiro, mas que contou com uma grande contribuição de Snyder em toda a idealização do projeto, e das sequencias que ele teria, caso tivesse sido bem sucedido.

Os quase U$900 milhões de dólares arrecadados em bilheteria, infelizmente não foram o suficiente para impressionar os executivos da Warner, e BvS se tornou um filme extremamente contrastante.
Com alguns amando as escolhas criativas feitas por Zack, e outros, as repudiando.

A verdade é que Batman vs Superman é um filme que arrisca alto, e quando erra, erra feio; mas quando acerta, é épico. Um longa que possui furos e cenas desnecessárias, mas que entrega cenas magníficas e momentos marcantes para qualquer fã da DC Comics!

 

2º SUCKER PUNCH
geek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead


O filme mais injustiçado de Zack Snyder, e que mesmo carregando um nicho interessante de fãs, não causou o sucesso devido na época de seu lançamento.
Felizmente, o tempo fez muito bem à trama, e a legião de fãs que Snyder conquistou após seus recentes filmes no DCEU, acabou por dar um pouco de luz à Sucker Punch.

A única história original dirigida por Snyder, e que curiosamente, parece ter saído das páginas dos quadrinhos. Com direito a muitas batalhas, metáforas e efeitos visuais, o filme se tornou campeão de teorias em torno do que Snyder quis passar com o roteiro escrito por.... Sucker Punch é um deleite visual, e uma obra que entrega grandes atuações de diversos rostos conhecidos de Hollywood, como Emily Browning e Oscar Isaacs.

 

1º LIGA DA JUSTIÇA DE ZACK SNYDERgeek-resenhas-zack-snyder-cut-army-of-dead


A epopeia de Zack Snyder, e que traz tudo que já vimos de melhor do diretor em seus projetos anteriores, elevado a quarta potência.
São quatro horas(que poderiam durar uma meia hora a menos, sem problema algum) que dignificam o nome de Zack e entrega a redenção do diretor e de toda sua legião de fãs.

A construção e direção dos personagens, a fotografia, a trilha sonora escolhida a dedo, o desfecho épico, e a ponta solta para um futuro que poderia ter sido brilhante; caso o estúdio acreditasse, e os excessos do próprio diretor tivessem sido deixados de lado lá atrás.

Liga da Justiça: Snyder Cut é o sonho que se tornou realidade para todos os DCnautas; e que após tantos filmes do subgênero de super-heróis, ainda consegue nos surpreender e nos pegar com um sorriso bobo no rosto, acreditando que tudo que precisamos em nosso mundo, é um pouco de heroísmo; e para isso não é necessário conseguir voar, ou correr na velocidade da luz; as vezes só o que precisamos é acreditar!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário