SUPERMAN & LOIS (PRIMEIRA TEMPORADA) CRÍTICA

 

#REVIEW
SUPERMAN AND LOIS

SUPERMAN & LOIS (1ª TEMPORADA) CRÍTICA-geek-resenhas

Desprentenciosa, Superman e Lois estreou cheia de incertezas. E não é para menos, pois os fãs da DC Comics já estão acostumados com o “Padrão CW de qualidade”. A emissora americana responsável pela produção de shows como Arrow, Flash e Supergirl, tem a fama de reciclar seus roteiros e extrair até a última gota de paciência de seus telespectadores, com temporadas que parecem nunca ter fim, e personagens que parecem estar lá, só por não ter algum compromisso melhor no dia.

Todos esses exemplos do Arrowverso, embora populares e de considerável sucesso comercial, possuem a fama de não respeitar os heróis e vilões das histórias em quadrinhos, em tramas que tentam a morder o próprio rabo, sem nunca sair do lugar. São infindáveis temporadas com mais de vinte episódios, de roteiros que caberiam perfeitamente em um longa de duas horas. E isso não é exclusividade do gênero de super-heróis, pois séries como Supernatural e Two And a Half Man mostram que independente do gênero, a CW gosta de lucrar(e quem não gosta?) em detrimento da qualidade e coerência do modelo inicialmente apresentado.
Eis que com o anúncio de mais uma série do universo dos quadrinhos, muitos já torceram o nariz, imaginando que veríamos mais do mesmo. E felizmente, desta vez; “fomos tapeados!” 

Superman e Lois não é somente mais um caça-níquel da parceria CW/Warner, mas uma ode ao primeiro super-herói de todos os tempos. Uma bela homenagem a um dos casais mais icônicos das HQ’s, e que vem sendo muito bem trabalhado pelo showrrunner Todd Helbing.


"Depois de anos enfrentando supervilões megalomaníacos e invasores alienígenas com a intenção de acabar com a raça humana, o super-herói mais famoso do mundo, O Homem de Aço, Clark Kent; ao lado de sua esposa Lois Lane, se defrontam com um de seus maiores desafios de todos os tempos - lidar com o todo o estresse, pressões e complexidades decorrentes de pais que trabalham na sociedade contemporânea. Para complicar, o trabalho assustador de criar dois meninos: Jonathan e Jordan. Será que os meninos poderiam herdade os poderes kryptonianos de seu pai à medida que crescem?"


SUPERMAN & LOIS (1ª TEMPORADA) CRÍTICA-geek-resenhas

E claro que o maior destaque da série não poderia ser outro, a dupla imbatível Superman e Lois!

Tyler Hoechlin e Elizabeth Tulloch são o casal Kent definitivo deste século. Com um carisma bem maior do que os apresentados anteriormente pelas duplas Henry Cavill/Amy Adams(O Homem de Aço), e Brandon Routh/Kate Bosworth(Superman – O Retorno), Tyler e Liz possuem uma sinergia perfeita em cena, e não só por serem bons atores, mas por funcionarem em uma ótima construção e desenvolvimento de seus personagens, graças aos ótimos textos e direção de diversos colaboradores, entre elas, o próprio desenvolvedor da série Todd Helbing, além de Lee Toland Krieger e Greg Berlanti(ele mesmo, o comandante máximo do Arrowverse).

Tudo que uma série de super-heróis precisa está em Superman e Lois. Boas doses de ação, com efeitos bem aceitáveis para o padrão televisivo, intercalando-se com diálogos profundos que nos fazem sentir o peso carregado nos ombros, não só do Homem mais Forte do Mundo, mas de quem orbita ao seu redor, que se sentem frágeis, e muitas vezes ancorados, sem poder ajudar.
As difíceis lições que nos fazem amadurecer, seja qual for a idade. Os erros, acertos, medos e angústias, que nos fazem ponderar entre o bem e o mal; e os fatores que nos motivam a finalmente escolher um dos lados, sejamos parte ativa ou não, da linha de combate.

 O elenco de coadjuvantes é certeiro com as ótimas participações de Jordan Elsaas e Alexander Garfin, como os filhos do casal protagonista, Jonathan e Jordan, respectivamente. Além de Emmanuelle Chriqui dando vida a uma ótima Lana Lang.

O cargo de antagonista desta primeira temporada ficou na mão do caricato Adam Rayner, que é Tal-Rho, aparentemente, um irmão que Clark nunca soube da existência, e que fora o primeiro kryptoniano a pousar na Terra. E se a vida de Clark mudou para melhor ao ser acolhido pelo casal Martha e Jonathan Kent, Rho só encontrou caos e violência desde sua aterrisagem em nosso planeta; isso sendo o suficiente para ele ter em mente a mediocridade e o senso de destruição presente nos humanos, culminando em um ódio mortal que nos levaria a destruição, e por que não, esta destruição vir justamente por suas mãos kryptonianas, a fim de refazer seu planeta natal sob o cadáver dos terráqueos.


SUPERMAN & LOIS (1ª TEMPORADA) CRÍTICA-geek-resenhas


Planos altamente contrastantes com o pensamento altruísta do Superman, que mesmo passando por muitos apuros todos os dias, não deixa de acreditar no bem que as pessoas são capazes de fazer. Pode parecer ultrapassado para 2021, mas que casa muito bem com o significado do herói nos quadrinhos, e também nos filmes clássicos dirigidos por Richard Donner. E este sim é o Superman que respeitamos, não um herói depressivo e cansado da humanidade como retratado em obras recentes, mas o símbolo da esperança, e que encontra a virtude e o otimismo, seja o quão crítica e desesperadora for a situação. 

A ideia de uma temporada com quinze episódios deixa a trama menos monótona, e colabora para que o efeito “encher linguiça” não fique em evidência. É nítido que não só o casal, mas todo o núcleo de Smallville é muito bem desenvolvido, com cada peça do tabuleiro desempenhando importantes funções na trama, seja com a doce Sarah(Inde Navarrette) sendo uma espécie de Lois Lane para o jovem Jordan, ou o experiente Dylan Walsh, que encarna Samuel Lane, o pai de Lois, e comandante das Forças Armadas; que nesta temporada, se utilizou do pensamento ‘Luthoriano” de se preparar para o pior, armazenando um enorme estoque de kryptonita, a fim de prevenir o que já vimos em universos paralelos, onde o Superman perde o controle e resolve dar um “chega pra lá” na humanidade. Universos paralelos esses, que também são apresentados nesta primeira temporada.

Conhecendo outras produções da parceria CW/DC Comics é difícil não imaginar que Superman e Lois possa ser mais um dos exemplos de conteúdo que reutiliza de seu próprio material por diversos anos, até o fim derradeiro do projeto. Mas, por essa primeira temporada, o risco de se apaixonar por essa carta de amor ao Homem de Aço vale a pena. É uma overdose de easter-eggs, personagens icônicos e acima de tudo, esperança. Superman, você tem a nossa atenção novamente!

 

Se é fidelidade e um ótimo entretenimento que você quer, certamente Superman e Lois será uma ótima adição a sua lista de séries para curtir o fim de semana. A primeira temporada já está totalmente disponível na plataforma do HBO Max; e a segunda, já está confirmada pela CW. E não é para menos, o episódio piloto do show quebrou um recorde de audiência, sendo o show mais visto da emissora em seu horário de exibição, desde 2019.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário